Planejar um orçamento para reforma é o primeiro passo para consertar aqueles probleminhas que aparecem em casa ou para dar uma repaginada no ambiente. Como sabemos, obras são caras e podem custar muito mais se o planejamento não for feito da forma correta.

Antes de tudo, você precisa ter em mente as mudanças que fará na casa, além de saber quanto dinheiro tem disponível para isso. Depois, é preciso orçar as etapas da obra e separar um valor para cada uma delas. 

Para ajudar você a fazer um bom planejamento para reforma, vamos listar a seguir 5 dicas essenciais para sua reforma ficar do jeito que você sempre quis, sem prejudicar o seu bolso. Confira!

Defina o que será reformado


O primeiro passo para você não sair do orçamento é definir o que vai ser trabalhado na reforma. Não adianta iniciar uma obra sem saber exatamente em que os esforços serão concentrados, certo?

Imagina começar a quebrar o piso da cozinha para trocá-lo quando na verdade é o quarto que mais precisa de reformas — em uma situação dessas, além de toda a bagunça, o seu dinheiro acaba indo pelo ralo. 

Portanto, veja quais cômodos são prioridade na reforma da casa e concentre seus esforços neles. Avalie o que é preciso ser feito, o que pode ser aproveitado e o que deve ser completamente mudado.

Escolha bem o profissional


Depois de definir o que será reformado, é hora de escolher o profissional que fará o trabalho. Além da capacidade técnica dele, é preciso avaliar quanto será cobrado pelo serviço. Para escolher o melhor custo-benefício, faça uma boa pesquisa no mercado.

Pergunte para amigos e conhecidos se eles têm uma indicação de confiança para o trabalho, pois essa é uma ótima opção para não errar na escolha!

Analise as formas de pagamento


Os custos com reforma são bastante variados: têm os materiais, a mão de obra e os inevitáveis imprevistos. Inclua tudo isso no seu orçamento e, para o material, procure pelos melhores preços no mercado.

Sabendo qual profissional vai fazer o serviço, você pode negociar com ele as formas de pagamento. Por exemplo, ele vai cobrar por dia ou por semana? Vai ser pago metade no início da reforma e o restante no final? Enfim, busque chegar a um acordo e ache a melhor forma de pagamento para ambos os lados.

Tenha um cronograma para a reforma


Um dos maiores inconvenientes de reformas e obras são os imprevistos que fatalmente surgem no decorrer do trabalho. Para minimizar esse problema, você pode estabelecer um cronograma para a reforma junto com o profissional, com data de início e fim da obra. Essa medida ajuda bastante a resolver imprevistos de forma rápida e organizada.

Considere fazer um empréstimo para a reforma


Como dissemos no tópico anterior, imprevistos são normais — e eles custam dinheiro! Dessa forma, para você não ser pego desprevenido, tenha um pouco mais de dinheiro que o necessário disponível para a reforma. Ou seja, deixe uma pequena reserva de emergência. Para isso, você pode fazer um empréstimo com taxa de juros baixinhas para concluir sua reforma sem sustos.

Neste post você viu que seguindo algumas dicas simples é possível montar um excelente orçamento para reforma, sem correr risco de ser pego desprevenido e minimizar atrasos e custos adicionais.

Agora que você já sabe como planejar a reforma da sua casa, que tal compartilhar este post em suas redes sociais para que seus amigos também aproveitem nossas dicas? Até a próxima!

Quer fazer uma simulação de crédito consignado?

Mesmo sem margem e negativado nós conseguimos te ajudar!

Ligue grátis para 0800-750-5591 ou online no link: Simulador Solução