Com as diversas possibilidades nascidas em âmbito digital após a existência do Meu INSS, cada vez mais os aposentados, pensionistas e segurados em geral têm serviços facilitados oferecidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social. Dentre solicitações, agendamentos, entrega de documentos, extratos e afins, desde o ano de 2019 os beneficiários do INSS possuem a opção de desbloquear no benefício de forma totalmente digital a permissão para aquisição de empréstimo consignado.

            Antes apenas requerido de forma presencial, essa é uma vantagem aos segurados que, desde o ano em questão, podem realizar o desbloqueio de forma 100% à distância. Um grande diferencial esse no período de crise sanitária global, devido ao COVID-19, principalmente pelo fato de que a maior taxa de mortalidade é o público idoso e com comorbidades.

            O empréstimo consignado é uma das modalidades de crédito mais vantajosas do mercado para quem se enquadra no contexto de seu requerimento, sendo assim, aposentados e pensionistas buscam muito esta solução, pois possui uma das menores taxas de juros do mercado.

Mas então, como realizar este desbloqueio? Simples, caso possua margem consignável em seu benefício, basta baixar o aplicativo Meu INSS, que está disponível na Play Store e App Store ou acessar pelo site gov.br. Para acessar é necessário realizar um cadastro na plataforma do Governo, porém, com CPF e elaboração de uma senha requisitada pelo Meu INSS, o acesso é liberado, por fim, basta confirmar no primeiro login as informações laborais executadas anteriormente para consolidar os dados registrados no banco de dados previdenciário.

            No caso de benefícios concedidos recentemente, o segurado não pode solicitar o desbloqueio nem a adesão ao empréstimo consignado, mesmo que presencial, pois é preciso aguardar o prazo de 90 dias para dar início ao processo de requerimento consignável.

            Contudo, tendo em vista que os 90 dias da concessão já chegaram ao fim e o acesso aos serviços da plataforma está ok, o segurado logo no menu do Meu INSS deverá executar as seguintes etapas: 1 – Acessar o meu “Meu INSS”; 2 – Encontrar o ícone “agendamento/solicitações”; 3 – Procurar ao canto inferior “novo requerimento” e escrever o nome do processo desejado, no caso, “desbloquear benefício” e, ao final; 4 – Solicitar o desbloqueio, no qual você encontrará regras referentes ao consignado.

            Na quarta etapa, você deve clicar em avançar após leitura e consentimento das regras do consignado, tendo em vista que seu benefício também deve se enquadrar para requisitar o empréstimo. Após tal verificação, um arquivo deverá ser preenchido com: e-mail, telefone, CPF, se deseja acompanhar o procedimento por e-mail e número do benefício. Em seguida também haverá uma questão em que deve informar se você é o titular, representante legal ou se deseja cadastrar procurador para confirmação do pedido.

            Ademais, basta avançar e finalizar a requisição e, não se preocupe, seus dados digitais estão seguros e não serão repassados a terceiros, pois a Lei Geral de Proteção de Dados garante sua proteção seja na esfera pública ou privada.

            Enfim, e agora? Já posso efetuar meu empréstimo? Na verdade, precisamos esperar um pouquinho. O tempo estimado de liberação após o processo de solicitação está entre 7 a 15 dias, entretanto, neste meio tempo, você pode ir se preparando e pesquisando as melhores opções de empréstimo consignado para o seu perfil de consumidor. Para tanto, acesse a Solução Crédito Online, simule seu empréstimo e encontre as menores taxas de juros existentes no mercado, ainda, saiba exatamente o valor que será pago ao final com total transparência. Outra grande vantagem é que o contrato pode ser realizado de forma 100% online e segura, assim como o procedimento realizado no Meu INSS. Muito prático, não é mesmo?