Quando pensamos em nossa aposentadoria, estejamos próximos a ela ou ainda não, possuímos diversas dúvidas sobre o que fazer para contribuir com a previdência uma vez que não somos concursados ou trabalhemos dentro do regime CLT. Sendo assim, hoje vamos conversar um pouco sobre a possibilidade de contribuição junto ao Instituto Nacional do Seguro Social para empregados autônomos.

         Caso você trabalhe de forma individual, existe ainda a possibilidade de atingir a aposentadoria por tempo de serviço. Para tanto faz-se necessário contribuir com o INSS assim como os demais empregados concursados ou registrados em carteira. No caso de entregadores de aplicativos, como por exemplo: Ifood, Uber eats, Rappi e tantos outras empresas, estes empregados que não possuem um vínculo diretamente com a empresa em carteira podem vir a aposentar normalmente assim como alguém registrado. Outro exemplo são os motoristas de Uber e 99, os quais também não possuem vínculo empregatício registrado, mas também podem contribuir normalmente para atingir a aposentadoria e os demais auxílios ofertados pelo INSS.

         Vale ressaltar que além da possibilidade da aposentadoria, o futuro segurado também poderá receber outros direitos, como: auxílio acidente, auxílio doença e pensão.

         Bom, mas como contribuir apesar de ser trabalhador individual, autônomo ou trabalhando sem vínculo de registro como nos exemplos acima? Vamos então conhecer duas formas:

         1. Micro Empreendedor Individual: existe a possibilidade de o empregado tornar-se Micro Empreendedor Individual (MEI) e contribuir como tal. Para isto, a pessoa deve receber no máximo 81 mil reais por ano e não pode ser sócio ou titular de outra empresa. No caso de motoristas e entregadores, os mesmos ao selecionarem o cargo da microempresa devem estar aptos para trabalhar na aba classificada como “motorista de aplicativo independente”. Na modalidade MEI, o empregado contribui com a guia do Simples Nacional, a qual tem a taxa de 5% do salário mínimo atual, ou seja, o valor de R$ 55,00.

        Para dar início ao seu cadastro MEI e consultar mais informações sobre o que se trata o Micro Empreendedor Individual, basta acessar o site do Governo gov.br/empresas-e-negocios/pt-br/empreendedor/quero-ser-mei" target="_blank">Portal do Empreendedor. Caso não tenha cadastro no gov.br, o mesmo é fácil e intuitivo, utilizando-se apenas de seu CPF e senha a ser criada. Após, no portal você poderá formalizar sua inscrição no Simples Nacional.

Simule seu empréstimo consignado

De quanto você precisa?

Escolha um prazo:


Valor da Parcela:


Esta simulação é para aposentados e pensionistas do INSS. Para uma análise detalhada ou outras opções de valores e convênios, clique aqui, e envie sua proposta que nossos consultores entrarão em contato.


         2. Contribuição como Autônomo: nesta modalidade o empregado, caso nunca tenha contribuído anteriormente, em um primeiro momento deve entrar em contato com o INSS e realizar sua inscrição na Previdência Social, seja fisicamente ou por meio do telefone 135. Caso já tenha efetuado a carteira de trabalho, o número do Programa de Integração Social (PIS) ou Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) já garantem a inscrição na Previdência Social.

         No que tange ao contribuinte autônomo, o mesmo pode realizar os pagamentos com as seguintes alíquotas: 11% (facultativo autônomo – Plano Simplificado – que, tendo em vista o salário mínimo vigente atual, trata-se do valor de R$ 121,00; ou 20%, a qual irá garantir a aposentadoria por idade com salário maior do que o salário mínimo. Nesta segunda porcentagem o valor contribuído será, de acordo com o salário mínimo atual, de R$ 220,00.

         Já para realizar os pagamentos das alíquotas acima, que devem ser mensais ou trimestrais, o mesmo deve solicitar a Guia da Previdência Social, a qual é facilmente encontrada no site do INSS ou por meio do aplicativo Meu INSS, disponível no Google Play e no App Store

         Conhecia sobre essa possibilidade, caro leitor? Caso o seu contexto seja semelhante ao citado acima, a Solução Crédito Online orienta para que não deixe de contribuir e buscar por seus direitos, assegurando, assim, um futuro financeiro tranquilo e saudável para você e sua família.